Os políticos e os macacos

Por Fábio Müller 

Ontem assisti novamente o filme Planeta dos Macacos - A Origem. (para quem não assistiu o filme, segue a sinopse - Clique aqui)

Há uma cena no filme que os macacos estão presos em jaulas e o tratador carrasco chega com uma gororoba e joga no coxo de alimentação dos animais. O macaco inteligente (devido a droga de um experimento) joga a gororoba na cara do tratador que o insultava. Mais tarde, devido a sua inteligência ele foge, vai a sala do tratador e furta um pacote de biscoito, usa o biscoito, a exemplo dos humanos, para conquistar os macacos (sem inteligência desenvolvida) para assim dar seguimento ao seu plano de se libertar e colocar em liberdade os outros animais daquela prisão.

A diferença entre o macaco líder do filme e os humanos que tem o "poder", é que o macaco inteligente conquistou a confiança do "bando" para a liberdade do "bando", e visando o melhor para o "bando", diferente de boa parte (talvez a maior parte) dos políticos "humanos", que enxergam na prisão das pessoas algo vantajoso para si.

Em ano eleitoral, aumenta-se as ofertas, e infelizmente a procura pelas ofertas. As ofertas tem um preço, o preço da jaula, a prisão. 

Seja livre, não se venda, não se ponha em prisões, algo que momentaneamente possa aparentar vantajoso, em um futuro próximo, se tornará em ruínas. As minhas escolhas conduzirá o NOSSO futuro!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Perdas

Qual Cristo temos apresentado as pessoas?

Igreja ou Boteco?